Café coado ou instantâneo: qual traz mais benefícios à saúde?

O café é um alimento funcional que ajuda no controle da pressão e da glicemia. Descubra qual versão dele - coado ou instantâneo - tem mais vantagens

O brasileiro toma de 4 a 5 xícaras de café todos os dias, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O cafezinho está longe de ser uma mera fonte de cafeína – a substância corresponde a no máximo 2,5% da sua composição. A bebida oferece muitos outros ingredientes, alguns deles com benefícios comprovados, motivo que lhe rendeu inclusão no rol dos alimentos funcionais.

Um dos principais é o ácido clorogênico, antioxidante associado ao melhor controle da glicemia e da pressão – e encontrado em maior quantidade no café instantâneo. Além da praticidade, o solúvel se destaca por reunir até 20% a mais de cafeína que o coado. Quem precisa ficar ligado já sabe…

Embora a carga dos demais componentes seja bem parecida entre os dois tipos e o instantâneo até saia na frente, a nutricionista Mônica Pinto, da Associação Brasileira da Indústria do Café, vê mais vantagens no filtrado: há possibilidade de escolher a qualidade, controlar o preparo e garantir mais sabor. “Nos grãos de torra clara ou média, são preservadas mais vitaminas e proteínas”, exemplifica.

No fim, pesando o paladar e o aspecto nutricional, chega-se a um empate técnico.

Comparação de valores do café coado e do instantâneo para uma xícara pequena (50 ml):
1. Energia

Coado – 3 cal
Instantâneo – 3 cal

2. Cálcio

Coado – 1,5 mg
Instantâneo – 1,1 mg

3. Niacina

Coado – 0,025 mg
Instantâneo – 0,025 mg

4. Ácido clorogênico

Instantâneo – 550 mg
Coado – 500 mg

5. Potássio

Coado – 39 mg
Instantâneo – 39 mg

6. Cafeína

Instantâneo – 120 mg
Coado – 100 mg

PLACAR SAÚDE

Café instantâneo 5 x Café coado 4

Fonte: Abril Saude

 

 
Avenida Mauá, 2924 - Telefone: 3227.7605 - Maringá - Paraná
© 2000-2018 sabortrivial.com.br. Todos os direitos reservados